Como foi na FUNARTE

Oficina na ocupação da FUNARTE from Teat(r)o Oficina on Vimeo.

Anúncios
20 comentários
    • Marcus disse:

      Júlio, acho que vc não tem muita noção, né… A hora é de unir!

  1. Este video esta muito bem editado, tanto que tem um roteiro claro, corte de varias camaras…
    Eu estava lá e vi cenas do ZC bem desagradaveis que não estão neste video.

    Quer saber? Esta historia já deu… deixa para lá…
    Logo só o ZC vai lembrar dela, e nas suas memórias ele vai protagonizar cada vez mais…

  2. Luiz carlos disse:

    Me parece que o pessoal que invadiu não aceita opiniões e nem adversas..ou é do jeito deles ou não é…

  3. Mais uma vez muito obrigado Zé Celso e Grupo Oficina Uzyna Uzona!!!
    Obrigado pela celebração, pela indicação dos caminhos possíveis para a cultura brasileira.
    beijos
    mario

  4. Rafaela Penteado disse:

    Um exemplo de intransigência da parte do sr. ZC, como se alto da sua ingenuidade ele não soubesse que sua ação ali, da forma como foi feita iria desmobilizar uma Assembléia importante para o coletivo…Ah… exatamente… Deixa, deixa o oficina girar atrás do rabo…
    Não somos parte do teu coro de atores mamulengos.

  5. Me parece que o pessoal que invadiu não aceita opiniões e nem adversas..ou é do jeito deles ou não é…

    • Márcio disse:

      Zé Celso pelo oq eu entendi vc mandou as pessoas de lá tomarem no cu, correto?. Que gentil não?
      Talvez se eles tivessem mando vc ir tb, vc provavelmente teria ido.

  6. Eiró disse:

    Opinião 1: Zé Celso é o teatro em pessoa.
    Opinião 2: “Bunda e peito = Zé Celso sempre apresentou o Brasil como isso, é o que mais faz, CARANAL! Como se fossemos obrigados a levantar uma bandeira “Somos do Brasil, do Carnaval”. Ele pega na bunda e no peito do povo e sempre está escoltado por seus atores bajuladores que esperam o fim de seu marca-passo. Anda de Taxi, bebe vinhos caros e vem dizer que é um sem grana….”
    Opinião 3: Um belo filme. (Pena q não foi plano sequencia)
    Opinião 4: Ama falar de sua briga com SIlvio Santos, agora que ele faliu vai falar sobre o q? A briga com Silvio Santos….
    Opinião 5: Sacana…Vai até a globo filma e depois cospe no prato em q comeu….

  7. Coletivo Ódio disse:

    Salve Zé Celso.
    Salve o MTC.

    Pra mim este video resolveu o problema todo.
    Teve um mau entendido, talvez bem maior da parte do Zé Celso…
    mas o que houve foi só isso, um mau entendido.

    Acho que não dá também pra falar que todo mundo que usa a lei rouanet está do lado da Ana de Hollanda pro que der e vier. Não é assim. Atualmente a lei rouanet é um dos principais meios de captação de recurso público para a arte.
    Quem vive de arte e tenta captar recurso pela lei rouanet, a princípio, não está fazendo nada errado.

    Mas, com certeza, esta lei deve ser extinta, porque ela deixa predominantemente na mão das empresas a decisão sobre para onde vai a verba.

    Vou tratar só da minha opião a respeito da cultura – não sou lulista e acho que o governo Lula fez várias coisas ruins e deixou um monte de buxa pra trás….
    A gestão do Ministério da Cultura anterior (Gil / Juca) atuou no sentido de substituir a lei rouanet. O sentido era o do incentivo ao colaboracionismo com a criação dos pontos de cultura, de projetos como o Overmundo (que se estabelece como uma plataforma de difusão de cultura) etc. Nos 08 anos da gestão do governo Lula pode-se se dizer que o sentido foi este.

    Mas a alteração do comando do Minc, realizada no governo Dilma, trouxe uma reviravolta.
    Agora, Ana de Hollanda atua no sentido de podar o colaboracionismo, de manter a estrutura antiga de mainstream e fãs, de criadores e consumidores de cultura, de “grandes” e “menores” artistas, etc….
    Alguns efeitos práticos desta postura do MinC da Dilma/Ana de Hollanda => A adoção do vocabulário e da ideologia de defensores do antigo modelo de política cultural (o combate à pirataria, a defesa do copyright, a defesa burguesa da “integridade da obra… etc).

    Por outro lado, o digital condicionou de tal forma o processo criativo e o de difusão que as essas idéias que visam a manutenção dos velhos esquemas de produção e difusão da cultura, adotadas pelo ministério da cultura do governo dilma, ficaram muito enfraquecidas e anacrônicas.

    É este o impasse em que vivemos. Na minha opinião, no âmbito da política, temos que forçar a troca dos dirigentes do MinC. Ana de Hollanda, Antonio Grassi e seus amigos tem que sair do MinC. Devem ser substituidos por outras pessoas que estejam integradas com o tipo de pensamento que existia no MinC anterior (Gil / Juca) no que se refere a aspectos como: direito autoral, substituição da lei rouanet, etc.

  8. Lucas disse:

    Você diz:
    “Acima de tudo temos que na cultura descobrir nós mesmos, nosso corpo, nosso individuo…
    …Claro precisa comer… qual é a nossa função? criar valores, criar vida….”

    é fácil falar isso para TRABALHADORES da cultura que não tem um patrocínio, por exemplo, igual o do Teatro Oficina da Petrobras, dito de passagem, uma empresa tão legal para o nosso planeta não é mesmo? Que nem exploradora ou prejudica o planeta, não é mesmo?

  9. BEM, SE EU ESTIVESSE LA, (O QUE AMARIA) MANDARIA SE FODEREM!!
    A CULTURA NAO PODE SER LIMITADA E MUITO MENOS A ARTE CALADA!
    PARABENS ZE E SUA TRUPE! MIL VEZES PARABENS!
    E ENLOUQUECI QUANDO VC ZE DISSE: EH FACIL CRIAR QUANDO SE ESTA INDGNADO!
    PIREI!!!
    POIS EH O VEMOS POR AI…..GRITOS QUE NAO SE RESOLVEM A NADA DO NADA!!!!!

  10. Se não tem história tenham memória ao menos. O oficina “foi” sempre “da Petrobras”?. Não é Zé Celso não porra é Marx também, os anarquistas que disseram que a luta contra o capital e antes de tudo uma luta contra o trabalho. O trabalhismo e a sindicalização “a brasileira” são alienação de outorga hoje. Desde Getúlio ditador. Quem escreve isto é um “trabalhador” não um “artista” da trupe do zé celso e vivo no Rio.
    Em seu sentido e em qualquer área os mesmos protecionismos e corporativismos de defesa de classe. pra que luta de classes se só pensam como pequeno-burgueses stalinistas e/ou fascistas? E por isso o mundo é sempre mais do mesmo.
    Coisas menores para os “trabalhadores” que são “público” aqui no Rio pontos de cultura no rio se tornaram curral eleitoral cada vez se pode menos, filmes são censurados, peças, a ponto deste o trabalhador aqui ter que e pago com seu salário de trabalhador levar um cinemateca itinerante para passar o que diabo exista sem censores “burrocratas culturais”. Que por uma verba vendem a alma ao diabo, retiram pessoas de lugares que produziam algo se unem como classe para obter mais verbas para excluírem o que não se adéqua a esta captação. A cada vez menos espaço para quem cria e com governo e com consentimento dos “trabalhadores culturais” que querem suas migalhas. Sempre se escuta agora não se pode mais isto não é pro povo vai chocá-lo antes que este povo decida isto tem capatazes para decidirem por ele.
    Zé Celso não é deus é como qualquer pessoa tem direito a estar errado e errar. Mas “o trabalhador” aqui diz na cara vocês são ou esquerdo frênicos ou direito frênicos, mas de revolução ele esta um pouco mais perto de entender ou de fazer sentir ao menos foi isso que se tentou na Espanha 36 não stalinismo foi isso que alguns fizeram em 68. O trabalhismo em seu sentido trivial e roubado só separa o humano não o une. E quando faz é as custas de mutilá-lo.
    André Luiz Figueira Nascimento

  11. Coletivo Ódio disse:

    As duas pessoas (Marcio e Eiró) acima que fizeram comentários cheio de preconceito em relação à idade e sexualidade devem ser pessoas que nem estavam na ocupação e estão tentando tumultuar mais a coisa. Atuam, enfim, em favor da Ana de Hollanda, Grassi e os seus.

  12. O ZE FOI ATE A FUNARTE PARA AJUDAR, EXPOR SEU PONTO DE VISTA, O QUE ACHO PERFEITO E DE DIREITO DE TODO INDIVIDUO EXPOR SEU PENSAMENTO, RAZOES, LOGICAS E DUVIDAS..ASSIM COMO OS MANIFESTANTES QUE LA ESTAVAM, COMO TRABALHADORES DA CULTURA, TEM SEU DIREITO DE SE EXPOREM SEUS IDEAIS SEJA LA QUAL FOR! , TODOS TEM O DIREITO DE SER LIVRE EM SUAS OPNIOES, E A EVOLUÇAO HUMANA IRA TER INICIO DE FATO, QUANDO ENTENDEREM A LIBERDADE DO SER E A LIBERDADE DE SE EXPRIMIR SEMPRE QUANDO O ASSIM DESEJAR, SOMOS HUMANOS, E COMO HUMANOS ERRAMOS, E ESTAMOS TODOS AQUI NESTA VIDA PARA APRENDER! ERRAMOS HOJE PARA ACERTAR NO AMANHA.

  13. eLE ME DEU
    UM BEIJO
    NA BOCA E ME
    DISSE , A VIDA É OCA COMO A
    TOCA DE UM BEBE SEM CABEÇA E
    EU RI A BESSA.
    VIVA ZÉ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: