Teatro de La Place quer fechar as portas para o Deus do Teatro

Em um ato de desrespeito às normas contratuais entre os humanos, e ao andamento de um trabalho realizado por um grupo de mais de 55 pessoas no Brasil, e inúmeras outras na Europa, o Teatro de La Place pretende cancelar a temporada das Bacantes em Liége, no mês de janeiro, encerrando o festival Europalia que em 2011 e 2012 leva à Belgica um panorama das artes brasileiras.

Alegando “falta de tempo”, o diretor geral do La Place e da Europalia em Liége, Serge Rangon, escreveu à organização do Europalia solicitando a anulação das Bacantes, depois de meses de intenso trabalho tanto para se ajustar o rito dionisíaco às condições oferecidas pelo La Place quanto para conseguir novos recursos que possibilitem ao Teatro Oficina realizar as Bacantes em toda a sua potência para o público belga.

Neste ano Brasil na Bélgica, o La Place pode, com esse corte, fazer de seu país um anfitrião sem educação, praticando um ato de ignorância teatral ao impedir o Teatro Oficina, instituição teatral mais longeva do Brasil, de se apresentar para o público que já comprou os ingressos.

Seria também um ato de desprezo pela atitude grandiosa da FUNARTE e do MINISTÉRIO DA CULTURA, que se comprometeram em cobrir os gastos com as quais o festival não pode arcar e também demonstraria falta de confiança no povo que vive na Bélgica, nos trabalhadores de teatro que nesta crise de desemprego, com o maior prazer, trabalhariam nos dias que não são feriados, entre Natal e Ano Novo, para erguer arquibancadas, colocar refletores, instalar caixas de som, e enfim criar um Teatro que abre este ano de 2012.

O Rito da Origem do Teatro em BACANTES, vem exatamente neste equinócio trazer a renovação Natalina: Jesus, sublimação de Dionisios, que nasceu exatamente nesta época no monte Parnaso onde as Mênades íam acordar “il bambino”.

Entenda o caso:

Desde a confirmação da presença do Teatro Oficina com as Bacantes no Europalia, em julho deste ano, a Cia. vem trocando informações diariamente a fim de estabelecer as condições necessárias à realização do rito: Riders técnicos foram enviados, especificando a quantidade de material necessário, em todas as áreas, e todos foram, com o tempo, cortados, de acordo com pedidos do Teatro de La Place. As solicitações da equipe de arquitetura cênica do Oficina, há muito enviadas à Liége, ficaram todo o tempo sem resposta, apesar do esforço em obter qualquer informação a respeito com o pessoal do La Place.

Mais recentemente, no dia 5 de dezembro, o curador brasileiro que faz a intermediação com o Oficina, em reunião realizada no teatro, informou à nossa produção que Liége pedia o acréscimo de 35 mil euros para que se pudessem realizar as Bacantes. Embora tenha sido pega de surpresa, a produção do Oficina e o curador deram início ao esforço de conseguir esse adicional, e em 5 dias apenas, tiveram a resposta positiva da FUNARTE e do MINC de que haveria essa verba para disponibilizar às Bacantes.

Neste mesmo dia 10, quando o Oficina informou a Liége que havia conseguido o dinheiro, teve como resposta uma carta enviada à coordenação da Europália pelo diretor geral do La Place, pedindo o cancelamento das Bacantes. Agora o Oficina trabalha para que justamente não seja perpetrado esse ato digno de Penteu, ao impedir que as Bacantes e Dionísio, aportem na Bélgica com seu Carro Naval.

Zé Celso escreveu uma carta endereçada diretamente à presidenta Bozena, do Europalia, que pode ser lida no site do Oficina, em três línguas, inclusive o flamenco. E agradece o esforço da ministra da Cultura com estas palavras:

Quero aqui declarar profundo agradecimento a Ministra da Cultura Anna Buarque de Holanda. Através de Antonio Grassi, Presidente  da Funarte, fomos informados que a Ministra  está agindo pessoalmente com muito empenho, para resolver o impasse criado pelo diretor do Theatre de la Place que quer fechar as Portas de seu Teatro para Dionisios, o deus do Teatro. Entrou em contato com o  Embaixador  Brasileiro na Belgica,  argumentando ser um absurdo o “Ano Brasil na Belgica ” não ter um fim, terminar sem encerramento solene previsto com “Bacantes”  para os dias 13,14 e 15  de janeiro de 2012.

Minha admiração por este gesto de Anna, defendendo o Teat(r)o Brasileiro, cresceu muito. Que Dionisios, deus das colheitas, da fecundidade , do teatro e do vinho derrame sobre ela, todas as suas Graças. Evoé Anna!

A carta do presidente do La Place e da Europalia em Liége informando do cancelamento, e a resposta do Oficina, podem ser lidas abaixo:

“Prezada Bozena,

Como eu dizia na nossa conversa telefônica da terça-feira, nós nos encontramos infelizmente face a uma situação impossível de se administrar, sem uma resposta clara ao respeito de “As Bacantes”. Nós esperávamos uma resposta definitiva na segunda-feira.

Nossos ateliês já adiaram o começo da realização dos elementos cênicos de duas semanas, e nós ainda não lançamos a comanda de aluguel das arquibancadas nem do material técnico. Também não pudemos lançar toda a comunicação em torno do espetáculo, cuja realização ainda é incerta. Com as festas de final do ano, daqui duas semanas, nossa atividade fica mais lenta e isso aumenta os custos, se pedirmos às equipes para trabalharem nesse período que tradicionalmente lhes permite de recuperar as horas extras do começo da temporada. Isso tudo sem falar da questão do custo extra incomprimível para apresentar o espetáculo, questão esta em torno da qual havíamos decidido juntos de decidir definitivamente na segunda dia 5 de dezembro, o que não pôde ser feito.

Todos esses motivos nos obrigam a ter de tomar a decisão de anular o espetáculo, como conversado por telefone. Eu sei que todos os esforços foram realizados: pelas autoridades brasileiras, pelo comissário brasileiro a quem eu agradeço particularmente pelo seu compromentimento e sua vontade de chegar-se a uma solução, pela equipe da Europalia e também pela companhia que, mesmo reagindo muito tarde, nessas últimas semanas também buscou soluções.

Todos esses esforços mostraram-se inúteis face à grandeza dessa produção titanesca que nós tanto gostaríamos de apresentar ao público belga. Mas os custos gerados, os riscos, o tempo restante para a realização, todos esses elementos devem nos conduzir todos, racionalmente, a cancelar o espetáculo e, de comum acordo, enviar um press release para anunciar ao público a impossibilidade de apresentar o espetáculo por razões técnicas. Nós lhe proporemos um texto no começo da semana que vem. Nós vamos reembolsar o público ao mesmo tempo.

Os outros espetáculos brasileiros apresentados são um sucesso enorme e estamos todos felizes com essa colaboração. Nós lhe agradecemos, você e seus colaboradores, por todos os esforços e pela sua escuta e pela sua paciência.
(…)

Serge Rangoni”
RESPOSTA DO OFICINA:

“Prezados

Estamos em pleno processo de ensaio de BACANTES
e continuaremos trabalhando para levar esse rito dionizyaco.
Nós e vocês já temos o dinheiro necessário.
Voces alegam questão da falta de tempo.
Mas para combater isso,
o Teatro tem um poder incomensurável
de mover o mundo,
de atravessar obstáculos.
O Europalia, que descobrimos que foi originalmente
o festival da fertilidade, como os ritos dionizyacos,
precisa invocar essa potência do eterno retorno a sua origem
como nós estamos invocando a potência de Dionizyos

Sendo um festival de Arte e de Teatro deve-se perceber
que a Furia da Arte não aceita abortos,
é um processo vivo.

Não há obstáculo que não seja superado
com a capacidade de exercer o Poder do Teatro,
que transforma dificuldades em Arte.

Vamos encerrar esse festival
É a nossa missão
e vamos cumprir essa missão

Temos a vontade teatral
e já iniciamos a campanha anunciando nossa ida ao Teatre de La Place

Temos certeza que os belgas nesse momento terão prazer em vencer esses obstáculos.
E será uma honra vence-los
e devolver BACANTES para seu berço: a Europa.

Nós estamos levando o vinho Torna Viagem Bacantes

Vivemos 2011 em viagem pelo Brasil
montando um teatro para 2000 pessoas em cada cidade
e sabemos, por experiência, que é possível montar uma estrutura
como a que BACANTES necessita em qualquer tempo que se precise

Vamos pra Europa para fertilizar
depois do Acordar do Revellion de 2012
com Arte
com Ardor”

“Dear all

We’re in the middle of BACANTES rehearsal process
and we keep working to carry on the Dionysian rite.
You and us have the money needed.
You talk about the lack of time.
But, to fight this,
the Theater have the unmeasurable power to move the world
to get through obstacles.
The Europalia, that we found out was originally
the fertility festival, like the Dionysian rites,
need to invoke this power of the eternal return to its origin
as we are invoking the power of Dionizyos.

Once it’s an Art and Theater festival, it has to realize
that the Rage of Art does not accept abortions,
it’s a living process.

There is no obstacle that is not overcome
with the capacity to exercise the Power of the Theater,
that transforms difficulties in Art.

Let’s face this festival.
It’s our mission
and we’re going to accomplish this mission.

We have the theatrical will
and have already started the campaign announcing our going to the Theatre de la Place.

We’re sure that the Belgian, at this time, will have the pleasure to win these obstacles.
And it’s going to be an honor to do it
and take BACANTES back to its birth place: Europe.

We’re taking the Bacantes Trip Take wine.

We’ve lived 2010 traveling through Brazil
setting up a theater to 2000 people in each city
and we know, by experience, that it is possible to set up a structure
like the one needed by BACANTES, in any time required

We’re going to Europe to fertilize
after the 2012 Reveillon’s Awakening
with Art
with Ardor

from all people of Teatro Oficina”

Anúncios
1 comentário
  1. Sandra S. F. Erickson disse:

    As bacantes é a coisa MAIS LINDA que acontece/u nesse planeta. Tenho certeza que lá donde estiver, Eurípedes chorogritou de inveja, mas também de prazer de ver-se ele grego, no Brasil-Grécia de Zé Celso, o deus do teatro. Mas, o que eu que é de arrasar é a tremenda poesia que se bate sobre uma era a´rida, sem milagre, sem nada. O Teatro Oficina é um milagre dos deuses-atores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: