O Paraíso e o Inferno na Terra

Entrevista para a revista SELECT

Ió! MARIA CLARA

1. Qual a sua Concepcão sobre o Paraiso?

Sobretudo o bairro em q me mudei  depois q tive um infarto em 1994 durante uma peça em q o Paraiso era no “MANGUE” do Rio de Janeiro: os “Mistérios Gozózos” decifrados por Oswald de Andrade, exposto na Praça da Sé no Carnaval de 1984.

Eu estava exausto com a abertura do Oficina Terreiro Eletrônico do Oficina Uzyna Uzona com  “Ham-let”e em vez de tirar férias entreguei-me  a mais de 300 Atuadores pra em  poucos dias revelar Apaixonado esta Obra Prima  dos Mistérios de todas as Religiões .

Nela o Vendedor de Santos, torna-se Cafetão da Puta Gostosa Eduléia no final e dá-lha de Presente  o Cristo Redentor do Corcovado, na peça” Jesus das Comidas”, adorado pelas Putas do Mangue que oram cantando, pedindo a Ele, “O Pau Nosso de Cada Noite”.

Eduléia, que busca a revelação do Mistério de suas Paixões e as de Todo o MANGUE , desembrulha o Presente, despe-o ajoelha-se em extase tendo a revelação na phala final da peça e diz reverenciadamente: “É O CARAIO!!!!!!”.

“Os Mistério Gozozos” do Paraíso  não se limitam somente ao Pau-Phalos-Pai ,mas ao EROS á  Mãe-Amante Natureza de SamPã  onde tudo é Desejo.

E é aqui mesmo  e agora

O Paraíso é amante do Inferno e do Purgatório e está na Percepção Erótica do aqui agora.

Quanto ao Bairro Paraíso, onde morava, tive um carro roubado, era uma região insegura, mas aqui a rua onde moro virou uma “rua de pegação”,e tornou-se um lugar mais seguro.

2. O que te aproxima dessas sensações?

O Orgasmo não somente sexual, mas o êxtase diante da vida que não se perde tempo, por espera por Paraíso algum , depois da morte e se entrega à magnificência do Etherno Presente q é estar no Mundo.

Na “Macumba Antropófaga2012” encenação do “Manifesto Antropófago” de Oswald de Andrade eu fazia o Pare Anchieta, quando este ia pro Céu depois de morto em busca das “11.0000 Virgens Mártires no Paraíso“. Anchieta morria, oouvia uma Harpa tocando e ressucitava, despia-se de sua Batina Preta Surrada e olhando Todos atuadores, a multidão Presente, vê neles: as 11.0000 Virgens Meartires do Paraíso.

ANCHIETA – “Divina Diabólica Revelação! O PARAISO É O TEAT(r)O!!!!!!!!”

3) Que diretor, autor ou ator/atriz melhor representou a sua concepção de paraíso no teatro?

O “PARADISO” Lezzama Lima escrito em l966 por este genio da literature cubana

Está mais nesta obra
que espera da Vinda do Messias
nos Paraísos Capitalistas
Comunistas

Stá onde Stamos
dentro e fora de nós mesmos ,no mesmo
estar no tempo
Mas sem dúvida a visão ainda mais clarificada está num dos Livros de Filosofía de Oswald de Andrade:
“A Crise da Filosofía Messiianica “
e
no 1º Quadro : O CÉU da peça “O HOMEM E O CAVALO”,do mesmo autor

HUMOR AMOR E MUITO MAIS 

ACORDES

Anúncios
1 comentário
  1. Reinaldo Cotia Braga disse:

    Caríssimo José Celso! Qual foi o espetáculo do Oficina apresentado em 1980 no Rio de Janeiro, no Teatro Cacilda Becker (SNT-INACEM-CENACEM-FUNARTE???) ?
    Por favor, Toda e qualquer informação, encaminhe para:
    cotiabraga@yahoo.com
    Atualmente colaboro como pesquisador para o CEDOC-FUNARTE identificando coleções fotográficas do Teatro Brasileiro, em geral, e do carioca em particular. Fui colega, no Conservatório de Teatro,Rio de Janeiro, de Pedro Paulo rangel, samuca, Carlos Gregório, Valter Marins, Thaia Perez, Marcos Nanine entre outros. Grato pela ajuda/colaboração
    Reinaldo Cotia Braga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: