Carta Aberta a Jurema Machado para que o IPHAN impeça agora a destruição que o CONDEPHAAT autoriza

IÓ! AMADA JUREMA MACHADO, PRESIDENTE DO IPHAN

Hoje, quando se luta pela transformação das metrópoles enfartadas, tanto nas vozes das ruas do Brasil todo quanto, felizmente, na voz do Prefeito de São Paulo Fernando Haddad, esta imagem do projeto da incorporadora SISAN – aprovado pela Presidente do CONDEPHAAT Ana Lana para o entorno do Oficina tem a feiúra de uma PENITENCIÁRIA. É provocação para uma GUERRA.

Simulação das edificações autorizadas pelo CONDEPHAAT no entorno do Oficina (destacado em vermelho)

Simulação das edificações autorizadas pelo CONDEPHAAT no entorno do Oficina (destacado em vermelho)

Obtivemos o PDF onde encontram-se as atas de duas reuniões :

1ª – O Conselheiro Egídio se coloca contra a permissão da construção de Torres Babélicas no último quarteirão vazio de SP como propunha a Presidente do CONDEPHAAT, e em seu posicionamento clama pela intervenção do IPHAN na contenda, antes da Catástrofe.

2ª – Outra reunião do chamado “Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico”, no dia 4 de junho de 2013, em que a Presidente impõe sua visão inoportuna para a questão do entorno do Oficina e permite a construção de Torres de apartamentos empilhados, mais que arranhando, penetrando os céus no Terreno do entorno tombado do Teatro Oficina pelo próprio CONDEPHAAT, por Aziz Ab’saber, João Carlos Martins, Flávio Império e pelo CONPRESP, assim como pelo IPHAN em 2010.

Estreamos “Cacilda !!! – Glória no TBC e no Aqui Agora de 68” no dia 16 de agosto no Teat(r)o Oficina e seu entorno, que ocupamos desde 2010, ano do tombamento federal que aconteceu em 24 de junho.

Estivemos viajando com a peça pelo o Interior de São Paulo em 3 SESC’s do Estado de São Paulo. Só soubemos da publicação no Diário Oficial de São Paulo quando chegamos de volta, em 11 de agosto. A Peça passa-se no Oficina e no seu entorno, inclusive onde está construído o “Nick Bar” para o público no Intervalo e depois do fim da peça.

Ana Lanna já cometeu o crime ecológico e a profanação pela intenção de destruição da ÁRVORE TÓTEM DO TERRENO ELEKTRÔNICO DO TEAT(R)O OFICINA, plantada por Lina Bardi: a CEZALPINA que atravessa os muros do Oficina e abre sua sombra no “AnhangaBaú da Feliz Cidade”.

No Diário Oficial está dito que nos oferecem uma servidão de passagem de 1 metro e 80 centímetros – tão estreita que passam por ela somente duas pessoas. Com esta permissão à Epeculacão Imobiliária pretendem destruir o janelão da lateral da Arquitetura Urbanística de Lina Bardi para o Teat(r)o Oficina – Terreiro Eletrônico, e muito mais.

Em setembro o entorno será uma das locações em que os arquitetos vindos de várias partes do mundo virão trabalhar durante a “BIENAL DE ARQUITETURA 2013 em SP” – criando com o Oficina Uzyna Uzona e o púbico em geral soluções para ocupação imediata do belíssimo espaço como Área Pública.

O Terreiro Elektrônico criado por Lina Bardi e Edson Elito este ano completa 20 anos no dia 3 de outubro com a estreia da 2ª parte de CACILDA !!!, A Fábrica de Teatro e Cinema, em que faremos do nosso entorno a réplica da Cia. de Cinema Vera Cruz, de São Bernardo do Campo, para as cenas de filmagem.

Nesta data iniciamos as Comemorações do Centenário deste “arquiteto”, considerado um dos mais ACORDES com o momento contemporâneo: Lina Bardi. Vem gente do mundo inteiro ver seu teatro e o projeto de ocupação no terreno do entorno que já na “precariedade radical”, como gostava de dizer Lina, estamos ocupando e cultivando.

A Intervenção do IPHAN neste assassinato cultural precisa vir o mais cedo possível. Foi aliás chamada, como já me referi acima, por um dos arquitetos daqui do CONDEPHAAT que antes da aprovação do entorno para fins de especulação imobiliária recusou a proposta da presidência e pediu que fosse consultado antes o Órgão dirigido por sua pessoa: o IPHAN.

O MPL – Movimento do Passe Livre, fez 4ª feira passada uma manifestação contra o Governo Alckmim envolvido na corrupção da construção do Metro. Temos sido apoiados e apoiamos este movimento deflagrador da transmutação do Brasil num corte Copernicano: antes e depois.

No Oficina realizam-se encontros no “CULTURA ATRAVESSA”, com os Artistas vindos do movimento das Ruas nascido no Ano Novo do hemisfério sul em junho em todo Brasil, precedido pelo movimento dos índios em todo Brasil através do Facebook. Isso que dizer que estamos, como nunca deixamos de estar, na luta com essa inversão dos objetivos dos Órgãos Públicos engolidos pela Especulação Imobiliária, pela Ditadura Financeira mundial imposta a todo Planeta.

Nos textos da permissão ao projeto Financeirista da Sisan referem-se hipocritamente ao Oficina como grupo que se notabilizou no combate à Ditadura – e nem se tocam na Arte q produzimos, intimamente ligada às terras que ocupamos – e nem imaginam que estão tratando com uma Obra de Arte Urbanística Arquitetônica. A Partir de hoje começa a luta para derrubar a Ditadura desta Presidência do CONDEPHAAT e a ganância fora de tempo do Grupo Sisan.

Chega de hipocrisia – tudo está feito pelo servilismo aos interesses do dinheiro pretendendo destruir “coisas belas”: os Patrimônios que são construídos, cultivados, pelas Paixões de multidões que atuaram com seu Corpo e Alma nos 55 anos do Oficina, e de seu Público sempre renovado pelas Primaveras das Juventudes. A infeliz Ana Lanna abriu seu jogo pessoal, de transformar um assunto de interesse público, despertado por uma luta de mais de 30 anos num assunto psicológico. Num domingo, em uma festa, declarou: “Construir uma Arena para o Ego de Zé Celso? Sou contra!”. Sua posição decorre de um ponto de vista psicológico que deve estar alojado no própio eguinho dela. Será que fiz alguma coisa errada para esta pessoa? Tenho curiosidade de saber de onde ela tira esta interpretação psicológica e a aplica em sua decisão num Orgão Público.

Estamos informando esta violentação do CONDEPHAAT aos próprios fins para os quais foi criado – o mesmo q acontece por ex. na Comissão dos Direitos Humanos com Feliciano aqui está acontecendo com esta Ana Lanna que por enquanto não sei quem é – mas só tenho dela a informação do ato criminoso q pretende ver realizado contra a Cidade de São Paulo e a razão de ser do Organismo q preside.

O MPL, que esteve presente nas reuniões dos artistas de SamPã (como chamo São Paulo), no Movimento “CULTURA ATRAVESSA”, certamente nesta 4ª feira de sua Manifestação pelas Ruas acolheria esta luta coletiva pela não destruição deste Terreno que vai se transformar numa Praça Tahir Brazeira: s Praça do “AnhangaBaú da Feliz Cidade’ para onde hoje dá a Rua Lina Bardi – Pista de Atuação do Teat(r)o Oficina.

Não é possível o IPHAN calar-se um minuto e não impedir a realização deste Crime Urbanístico Arquitetônico que ofende mais as Artes do que a Censura da Ditadura Militar. Está mais próximo à uma tortura imposta ao BIXIGA, à SAMPÃ e aos que no mundo todo estão lutando pela transformação desta Ditadura Financeira que vem comprando os Poderes Públicos de maneira cínica e sobretudo ignorante dos tempos presentes.

José Celso Marinez Corrêa

Presidente da Associação Teatro Oficina Uzyna Uzona

JUREMA ENTRA NESTA CENA – ESTÁ DADA A DEIXA – AS RÉPLICAS NÃO PODEM DEMORAR-SE MUITO SENÃO QUEBRAM O RITMO DA AÇÃO/

ESTES ACHINCALHES À CIDADE ACORDAM A SAÚDE DE NOSSA ENERGIA MAIS ESPERTA PARA IMPEDIR MAIS DEVASTAÇÃO, AFINAL ESTAMOS DESPERTOS COM PESSOAS IGUAIS A NÓS LUTANDO EM TODO MUNDO PARA DISSOLVER A CONTINUAÇÃO DA DESTRUIÇÃO DA VIDA NAS METRÓPOLES PELOS QUE TEM A PAIXÃO PELO COCÔ DO $$$$$$$$$$.

AMADA JUREMA : TUDO A FAZER : ESTAMOS PRESTES

Anúncios
4 comentários
  1. Aqui do Belvedere onde o Conpresp também já está ,me sufocando – 20 andares de predinho de terracinho de 50tinha de metros de centenas de mil reais de especulação – chamado de SP4U – for you no c… deles, no meu não! Choro Zé porque a brincadeira quando dei o nome de Belvedere pro casarão era também porque me divertia imaginar um Belvedere a partir do qual eu descortinava ao longe tua ágora! Tua praça! Isso não vai acontecer, e não acontecerá nenhuma torre será erguida.

  2. Jonathan 'Hamelin' Malavolta disse:

    Olhando essa foto, me dá vontade de virar um Bin Laden brasileiro e derrubar essas duas torrinhas pseudo-gêmeas, caso as ergam. A barba eu já tenho, só falta virar muçulmano e me converter pro terrorismo. Ô caramba, que raiva que fico dessa gente que deveria proteger a arte brasileira mas acaba por deixá-la morta.

    • Jonathan 'Hamelin' Malavolta disse:

      P.S.: O vídeo compartilhado na postagem também o descobri agora; a inspiração para esta postagem me veio à mente assim que o assisti.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: