carta resposta d Fernanda Montenegro

O Brasil tem um vêio de

referências cultural e existencial
pelo qual o rumo a seguir nos é
conscientizado: Gregório de Mattos,
Villa Lobos, Oswald de Andrade,
Nelson Rodrigues, Glaber Rocha.
Nessa linhagem está Zé Celso.
O que os liga? Um clamor, um
convocar, um convulsionar, um
amar. E mais que amar: proclamar.
Esse agir vem de uma alucinada
herança ibérica, barroca, mítica,
onde, no sagrado e no profano, nós

nos perdemos, nos achamos. E nos
salvamos.
O Zé pertence a essa
temperatura, a essa pulsação. Um ser
extremamente energizado,
fustigante, ardido de tanta lucidez,
onde a paz do conformismo, em
pânico passa ao largo. O Zé tem,
com relação ao Brasil, uma
obstinação cultural, existêncial de
lobo faminto. É um ermitão que não
prega no deserto. Aliás, onde o Zé
prega não há deserto. Acompanho
suas declarações, suas fotos, leio
suas entrevistas, admiro suas barbas,
seu cajado, seus olhos de vidente. O
Zé é um transformador.
A partir do Bexiga e do
Oficina (esses espaços, no meu
entender, são um só) o Zé se

espraiou por muitas zonas e muitas
gerações. A partir desse Bexiga,
dessa Oficina, o Zé nos traz o
desassossego mais provocador, mais
tronitoante, mais triunfante de São
Paulo e do Brasil culturalmente
falando. O Oficina dá ao Bexiga a
dimensão da inquietação da Arte na
vida e projeta esse bairro à altura da
Cidade de São Paulo e do País. O
Oficina é um marco histórico,
cultural, visceral de uma Cidade, de
um Estado.
O que pretendem por no
lugar? A desgraça do nada? A lama
do nada?
“Das profundezas clamamos
por vós Senhor. Senhor, ouvi as
nossas vozes. Se observardes as

iniquidades, Senhor, quem
subsistirá? ”

Fernanda Montenegro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: