arquivo

Arquivo mensal: novembro 2017

por Daniel Kairoz

TEATRO ÚNICO NO MUNDO
O Teat(r)o Oficina goste ou não goste é teatro único no Mundo dos mais importantes patrimônios culturais do Brasil o mais antigo grupo de teatro vivo em ato e teato em trabalho continuado ao longo de 59 anos cujo Diretor Xamã Zé Celso no auge de seus 80 anos segue com seu ponto firmado criando obras teatrais fundamentais para o Teatro Mundial além de seguir cultivando a vida popular do Bixiga de Sampã do Brasil do Mundo

ELO TEMPORAL
E mais o Teat(r)o Oficina é elo entre Tempos e Movimentos é elo entre gerações passadas presentes futuras é cultivo das forças primordiais dessa Terra parte viva da História e da Mitologia brasileira é Uzyna da Cultura dessa Terra da sua força ancestral mas também das suas forças modernas contemporâneas é Terreyro Eletrôniko Bárbaro Tecnizado abraça o velho e o novo e abre caminho para além dando continuidade à tradição Antropófaga própria de Pindorama que nada tem a ver com canibalismo isso é o que aprendemos com os Tupinambás que devoram apenas o que há de melhor no outro para além das ideologias para além de qualquer ismo devoram o guerreiro inimigo admirado para adquirir sua força devoram o parente amado para incorporar o ser amado ao próprio corpo devoram o outro e o mesmo o amigo e o inimigo Tupinambás Modernismo Paulista Tropicália o Teatro Oficina conecta tudo isso e mais e segue adiante pulsante em conversa infinita com seu tempo mas sem trégua nem qualquer vestígio de nostalgia vê além abre caminho para tempos vindouros re-existindo a cada golpe se reinventando inventando infinitos brasis sob o céu de Tupã entusiasmados pelo Deus Baco Brômios Dionísio cantando o bode fazendo dos tabus totens com suas Óperas Carnavalescas Tragicomicorgiásticas

REUNIÃO DE TODAS AS ARTES
Isso é muito e o Oficina vai além e agrega em seu trabalho todos os campos das ciências sagradas que num determinado momento passaram a ser chamadas Ars Artes Música Dança Arquitetura Cinema Artes Plásticas Poesia Literatura está tudo ali numa encruzilhada entre artistas imensos um teatro construído com o trabalho de muitos dos maiores artistas dessa Terra de cada um desses campos de cultura (porque cultivo) reconhecidos mundialmente cósmicamente que alimentaram e alimentam essa Oficina com seus Sacro-Ofícios goste ou não goste desses artistas pois a importância de um artista não é medida pelo gosto ou desgosto mas pela pertinência de suas obras ao mundo sua relevância cósmica e ser humano nenhum é capaz de mesurar isso e a importância desses artistas que fizeram o Oficina ser o que é hoje é inquestionável assim como o próprio Teat(r)o Oficina e isso quem nos diz é o Tempo

ARQUITETURA CÊNICA
Mais ainda ao agregar arquitetos urbanistas dos mais importantes Joaquim Guedes Flávio Império Rodrigo Lefèvre Edson Elito e uma das maiores arquitetas do mundo Lina Bo Bardi cujas obras são o símbolo de um pensamento sofisticadérrimo de arquitetura e cidade encontrando em cada obra uma perfeita alquimia entre forma função beleza sem perder sua força popular e sua ligação com essa Terra em comunicação direta com os saberes dessa Terra e em respeito imenso à Terra e suas riquezas naturais um paradigma para a Arquitetura Mundial e para as cidades contemporâneas que se encontram à beira do colapso

URBANISMO ANTROPÓFAGO
No Teat(r)o Oficina nesses 59 anos de Uzynagem há um saber extremamente elaborado de arquitetura urbanismo e cidade que se mostra caminho a ser explorado em tempos de saturação absoluta dos modelos urbanísticos vigentes com seus conjuntos de avenidas às custas dos rios que nos trouxeram mais problemas que soluções para o crescimento dos centros urbanos que violentam o corpo da cidade afim de extorquir até a última gota os recursos naturais da Terra construindo excessivamente casas sobre casas prédios sobre prédios especulando cada metro quadrado de terrenos esquartejados em lotes com um pensamento muito pobre e mesquinho que visa apenas o máximo lucro dos envolvidos sem levar em conta as reais necessidades da Cidade da Terra e do Céu cujas vozes da Cidade da Terra e do Céu esse Teatro manifesta em seus projetos arquitetônicos e urbanísticos é só olharmos para o programa do projeto do Anhangabaú da Feliz Cidade cujos fundamentos – Oficina de Florestas Y Universidade Antropófaga Y Teatro de Estádio – estão acordes com os pensamentos mais visionários de cidade e abrem caminho para o que poderíamos chamar de Urbanismo Antropófago ao cultivar uma cidade que honra a Terra que habita de onde tiramos nosso sustento alimento que se projeta em respeito à força Nutriz Matriz Mãe Matéria Mater Dei

AS LEIS HUMANAS NADA PODEM CONTRA AS LEIS DIVINAS
E mesmo assim os ataques continuam por parte do grupo Silvio Santos que insiste numa obtusa ideia de construir torres de 100 metros ao redor de uma obra de arte com importância mundial demonstrando assim uma total falta de conhecimento da importância desse Teatro mas também do bairro tornando-se uma ameaça sinistra para o bairro do Bixiga como um todo tamanho impacto assombroso que essas torres seriam para sua vida mas também para a cidade de São Paulo que perderia a oportunidade de repensar seus caminhos urbanísticos aceitando que os já trilhados até o momento apresentam mais ônus do que bônus e que ainda há tempo de desfazer o mal feito

EMPREENDER HORIZONTE
No vídeo que está circulando pelas redes da reunião entre o Zé Celso Silvio Santos o atual prefeito de São Paulo João Dória e equipes vemos claramente a total falta de visão desses dois que são vistos como exemplares empreendedores Silvio Santos e João Dória Jr. não enxergam o prejuízo imenso pra cidade que o projeto do Grupo Silvio Santos pode causar não enxergam que a cidade está completamente saturada desse tipo de empreendimento não enxergam que é um projeto falido em sua gênese esse que querem implantar ali projeto que é apenas mais do mesmo de um pensamento já exausto e exaurido e que a economia mundial caminha para novos caminhos que se afastam cada vez mais desse tipo de empreendimento que eles defendem para o entorno do Teatro não enxergam a mina de ouro que o Teat(r)o Oficina é e que eles poderiam lucrar muito mais dando o devido espaço ao Oficina proporcional à sua importância cultural para o Brasil e que o Oficina é Uzyna força inesgotável de criação que pode ser um ponto de projeção do Brasil para o Mundo de um novo pensamento de economia cultural e que o projeto do Teatro de Estádio e do Anhangabaú da Feliz Cidade como um todo será um marco na história do urbanismo mundial

VAMOS COMER OFICINA
Não dá para deixar de pensar que é de uma estupidez tacanha assassinar o Teat(r)o Oficina quando se poderia devorá-lo como amante amado ou como inimigo odiado tanto faz pois sua força é imensa e se faz precisa ao tempo mais do que nunca!

Vida longa ao Teatro Oficina Uzyna Uzona!

#ficaoficina

#vetaastorres

Anúncios